CEP vira cartório eleitoral por uma semana em ação para emissão de títulos para jovens 13/04/2024 - 18:37

O Colégio Estadual do Paraná (CEP) recebeu nesta quinta-feira (21) o início da campanha “Se liga 16”, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), que incentiva jovens a emitir o título de eleitor. A ação, que vai até a próxima quarta, é uma parceria com a Secretaria da Educação, Secretaria do Desenvolvimento Social e Família e Conselho Estadual da Juventude (Cejuf). O mutirão integra as ações da Semana do Jovem Eleitor, promovida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Uma das primeiras a chegar ao espaço montado no colégio, Beatriz Drzevieski, de 16 anos, agora tem título. “Me sinto mais cidadã e participante da democracia”, disse. Pelo menos mais 400 alunos do colégio, entre 15 e 17 anos, deverão terminar a semana com os documentos na mão. Até a semana que vem a meta é chega a 1600 títulos. “É rápido, fácil e o jovem eleitor já sai com o título pronto”, afirmou o presidente do TRE/PR, desembargador Sigurd Roberto Bengtsson.

“Começamos pelo CEP e queremos levar a campanha a todo o Interior do Paraná. A iniciativa é a primeira dessa natureza, mas virão outras, e contamos com o apoio dos grêmios estudantis e do Conselho da Juventude até a data final para a emissão de títulos, que é o dia 8 de maio”, complementou o secretário da Educação, Roni Miranda. 

https://www.aen.pr.gov.br/Noticia/Na-rede-ou-escolas-parceiras-educacao-de-pessoas-com-Down-tem-marca-da-inclusao

https://www.aen.pr.gov.br/Noticia/Com-89-mil-estudantes-do-ensino-medio-elegiveis-Parana-adere-ao-programa-Pe-de-Meia

Segundo o secretário, a escola é o local ideal para aproximar os jovens do processo eleitoral. "É nela que se discute cidadania, política, direitos e deveres. Com essa iniciativa, estamos mais uma vez celebrando a cidadania nas escolas. É dentro desse espaço que os alunos escolhem seus representantes nos grêmios estudantis, seus diretores. Com o título eleitoral em mãos, eles vão ultrapassar os muros das escolas e escolher seus representantes em todas as esferas de poder”, enfatizou. 

Para emitir o título de eleitor, basta que o estudante apresente um documento com foto e um comprovante de residência. Até os 18 anos, o voto não é obrigatório, mas desde 2020 o número de novos eleitores até 17 anos só cresceu. De acordo com o TSE, em 2020, no 1º turno das eleições municipais e em plena pandemia, 857 mil eleitores de 16 e 17 anos participaram do pleito. Já no 1º turno das eleições presidenciais de 2022, este número saltou para mais de 1 milhão (1.364.720) nessa faixa etária.