Egressos da rede estadual aprovados na UFPR compartilham suas experiências 13/04/2024 - 19:41

“É uma aluna inteligente, mas fala bastante.” Essa é uma frase que os pais da Ana Beatriz Dantas dos Santos escutaram, algumas vezes, dos professores dela. Então, não foi surpresa quando a estudante escolheu uma profissão na área da Comunicação. Aos 18 anos, Ana foi aprovada no vestibular 2023 da UFPR (Universidade Federal do Paraná), no curso de Relações Públicas.

Ela foi uma entre os 1.605 estudantes que passaram pela rede estadual de ensino do Paraná e garantiram uma vaga no último vestibular da UFPR. O número representa quase 40% dos 4.410 aprovados.

Os professores do Colégio Estadual Cívico-Militar Segismundo Falarz (onde Ana concluiu o ensino médio), em Curitiba, contribuíram para essa conquista. "Tive professores incríveis, muito dispostos a me incentivar nessa caminhada de vestibulares”, conta a caloura.

Depois da euforia ao ver seu nome na lista de aprovados, Ana se prepara, agora, para começar a jornada universitária — e tem grandes expectativas. “Sei que virão inúmeras dificuldades e exigências, mas estou entrando de cabeça para viver a melhor fase de descobertas e conhecimentos da minha vida”, declara.

Sonho de cursar Direito — De São Jerônimo da Serra, no norte paranaense, Amanda Carolina de Souza irá para Curitiba, para cursar Direito na UFPR — um sonho que cultiva desde a infância. 

A estudante de 18 anos conta que se preparou muito para fazer o vestibular 2023 da instituição e que se emocionou ao descobrir que, agora, colherá os frutos do seu esforço. "Me senti realizada, porque foquei nos estudos e vi que tudo isso valeu a pena. Consegui chegar no curso que sempre almejei", relata.

Quem a inspirou a persistir na rotina de estudos foi o professor Edimaraes Silvestre, que leciona Língua Portuguesa no Colégio Estadual José Ferreira de Mello, onde Amanda concluiu o ensino médio. "Ele sempre me incentivou a estudar mais, buscar o novo e aprender mais, porque isso ninguém tira de nós", diz a caloura.

Futura médica veterinária — Aprovada no curso de Medicina Veterinária em duas universidades públicas (Unicentro, que é estadual, e na UFPR), Elisa Goroncy se prepara, agora, para começar as aulas no campus Palotina da federal, no oeste do estado. A estudante tem 17 anos e concluiu o ensino médio no município de Clevelândia, no CEEP (Centro Estadual de Educação Profissional) Assis Brasil, onde fez curso técnico em Agropecuária.

“Como eu fiz ensino técnico, eu gostava das matérias de produção animal, agroindústria, produção vegetal. Já das matérias da Base [Nacional Comum Curricular, BNCC], eu gostava mais de Matemática e Biologia” relata a aluna, que se descreve como dedicada e estudiosa.

Além do próprio esforço, Elisa também contou com o apoio dos professores, que lhe deram suporte até nos momentos pós-prova, quando ela se sentia nervosa, sem saber se conseguiria a aprovação.

“Quando eu passei, fiquei realmente muito feliz, porque foi uma conquista. Fiquei o ano inteiro empenhada nisso. Era um grande objetivo passar na UFPR”, declara. “Da faculdade, espero que consiga estudar bastante, pegar o máximo de conteúdo que eu puder para ser uma boa profissional, bem-formada.”